Original English Version : http://tiswww.case.edu/php/chet/bash/bashtop.html

gnu Bourne Again


Índice


Introdução

O bash é o Bourne Again Shell do Projeto GNU, uma implementação completa do POSIX IEEE e da especificação shell Open Group com edição interativa da linha de comandos, controlo de organização sobre as arquiteturas que a suportam, recursos do estilo csh como por exemplo a substituição de histórico e a expansão com chaves, entre vários outros recursos. Aqui fica uma pequena lista com alguns dos recursos disponíveis no bash.

Para mais informações sobre os recursos do Bash que são novidadade neste tipo de shell, consulte o manual de referência. Existe também uma grande página manual estilo Unix. A página manual é a descrição definitiva dos recursos do shell.

O Bash é um software gratuito, distribuído de acordo com os termos da Licença Pública Geral GNU, versão 3.

Várias perguntas frequentes são respondidas na FAQ, apesar de ela já não ser atualizada.

Estado Atual

A versão atual do bash é o bash-4.4. (assinatura GPG).

Um ficheiro tar transferível da versão atual com todos os patches oficias aplicados está disponível no repositório git GNU.

Um apanhado das atuais fontes de desenvolvimento (geralmente atualizadas semanalmente) está também disponível no ramo bash devel do git GNU.  

Veja o ficheiro README para mais informação.

O ficheiro NEWS lista sucintamente os novos recursos no bash-4.4.

Disponibilidade do Código-Fonte

A versão atual do bash está disponível a partir do ftp.cwru.edu e do site master GNU ftp e dos seus vários mirrors. O ficheiro de distribuição inclui cópias formatadas da documentação.

Estes ficheiros estão assinados com a minha chave GPG.

Existem vários ficheiros disponíveis via FTP a partir de ftp.cwru.edu.

Quaisquer patches para a versão atual estão disponíveis a partir de CWRU e ftp.gnu.org.

Um ficheiro tar transferível da versão atual com todos os patches oficias aplicados está disponível no repositório git GNU e um apanhado das atuais fontes de desenvolvimento (geralmente atualizadas semanalmente) está também disponível no ramo bash devel do git GNU.

As versões Bash anteriores estão disponíveis em ftp://ftp.gnu.org/gnu/bash.

Distribuições

O bash é o shell padrão dos sistemas GNU/Linux, a maioria dos quais utiliza o bash-4.3.

O bash-4.3 está incluído como parte da coleção das portas FreeBSD, da coleção OpenBSDpackages, e da coleção de pacotes NetBSD.

O projeto OpenKG disponibiliza as fontes RPMs do bash-4.3 para uma variedade de sistemas Unix e Linux como parte central do atual lançamento.

As versões atuais do Mac OS X (que datam do Jaguar/Mac OS X 10.2) são enviadas com o bash-3.2 como /bin/sh. Também existem pacotes pré-compilados OS X do bash-4.3 disponíveis a partir de muitos websites, apesar de os pacotes de fontes serem por norma mais atualizados. O bash para Darwin (a base do MacOS X) está disponível a partir de MacPorts, Homebrew, ou Fink.

Os utilizadores do Solaris 2.x e do Solaris 7/8/9/10/11 podem obter uma versão pré-compilada do bash-4.3 a partir do site Unixpackages (subscrição) ou a partir do OpenCSW. O Oracle é enviado com o bash-3.2 enquanto elemento de apoio ao Solaris 10 e o bash-4.1 como elemento do Solaris 11. A versão Solaris/Illumos distribuída como OpenIndiana inclui o bash-4.3 atualizado a Setembro de 2016.

Os utilizadores AIX podem obter versões pré-compiladas do bash-4.3 e lançamentos mais antigos para várias versões do AIX a partir do Groupe Bull, e as fontes e binários do bash-4.3 para vários lançamentos AIX podem ser encontrados na perzl.org. O IBM disponibiliza o bash-4.2 e o bash-4.3 para AIX 5L, AIX 6.1, e AIX 7.1 como parte da caixa de ferramentas AIX para [GNU/]as aplicações Linux. Elas usam o formato RPM; poderá obter o RPM para AIX aqui, também.

Os utilizadores HP-UX podem obter os binários bash-4.3 e o código-fonte do Centro de Arquivos e Software de Portas para HP-UX. (A versão atual à data é o bash-4.3.46).

Está até disponível para Minix. Se está a correr o Windows, recomendo-lhe que utilize o Cygwin, que atualmente envia com bash-4.3.42 e bash-4.3.46, ou MinGW, que atualmente tem o bash-3.1.23 como parte do seu sistema-base MSYS.

A Microsoft oferece “Bash em Ubuntu em Windows” como um extra instalável no Windows 10. É basicamente uma versão empacotada separada do Ubuntu que corre como aplicação do Windows 10, e oferece o bash-4.3 dentro desse contexto.

Outros Recursos

Uma lista de Perguntas Frequentes com respostas, apesar de este documento já não ser atualizado.

A lista de discussão bug-bash@gnu.org contém frequentemente informação sobre novas portas do Bash, ou discussões sobre novos recursos ou alterações de comportamento que as pessoas gostariam de obter. A lista de email é o local onde os erros do bash são reportados e onde as correções são publicadas. Esta lista de email está também disponível como grupo de notícias Usenet, gnu.bash.bug.

Os arquivos dos erros do bash que vão até Dezembro de 1999 estão disponíveis em lists.gnu.org. O Google Groups tem um arquivo de gnu.bash.bug.
Perguntas gerais sobre a programação bash e shell devem ser enviadas para a lista de email help-bash@gnu.org. Os seus arquivos estão também disponíveis em lists.gnu.org.

Alguns dos ficheiros da atual distribuição poderão também ser úteis.

  • README: um ficheiro que descreve o bash
  • NEWS: um ficheiro que concisamente lista as diferenças relevantes entre a atual versão e as anteriores
  • CHANGES: um historial de todas as alterações ao bash
  • INSTALL: instruções de instalação
  • NOTES: notas de operação e configuração específicas para cada plataforma
  • COMPAT: problemas de compatibilidade entre o bash 4 e as versões anteriores
  • POSIX: o que altera quando o bash está no modo posix?

Aqui ficam alguns papers que escrevi sobre o bash.

Reportar Erros

Os relatórios de erros para o bash devem ser enviados para bug-bash@gnu.org usando o programa bashbug que é montado e instalado ao mesmo tempo que o bash.

A lista de discussão bug-bash@gnu.org contém frequentemente informação sobre novas portas do Bash, ou discussões sobre novos recursos ou alterações de comportamento que as pessoas gostariam de obter. Esta lista de email está também disponível como grupo de notícias Usenet, gnu.bash.bug. Poderá subscrever esta lista de email em lists.gnu.org.

Quando envia um relatório de erro, por favor utilize o programa bashbug que é montado ao mesmo temo que o bash. Se a montagem do bash falhar, por favor tente montar o bashbug diretamente com o make bashbug. Se não conseguir montar o bashbug, por favor envie um email para bug-bash@gnu.org com a seguinte informação:

  • O número da versão e o estado do lançamento do Bash (por exemplo, lançamento 2.05)
  • A máquina e o SO que está a correr (poderá correr o bashversion -l a partir do diretório de montagem do bash ou consultar o ficheiro `.made' no diretório para obter esta informação)
  • Uma lista dos sinais de compilação ou conteúdos do `config.h', caso seja apropriado
  • Uma descrição do erro
  • Um método para recriar o erro de forma fidedigna
  • Uma correção para o erro caso a tenha!

O programa bashbug já faz muito disto automaticamente.

Se gostaria de contatar diretamente os responsáveis do Bash, envie um email para bash-maintainers@gnu.org.

Responsável

Sou o responsável atual pelo Bash, e posso ser contatado em bash-maintainers@gnu.org.

Por favor envie adições e correções para esta página para chet.ramey@case.edu.